Nota à Imprensa


É aberta reunião de especialistas na luta contra a corrupção

  27 de março de 2006

Especialistas na luta contra a corrupção inauguraram hoje (27), na sede da Organização dos Estados Americanos (OEA), uma reunião em que analisarão os avanços sobre esse tema em cinco países, completando assim a primeira rodada de revisão sobre o Mecanismo de Seguimento da Implementação da Convenção Interamericana contra a Corrupção (MESICIC).

Além de considerar e adotar informes sobre Belize, Brasil, Granada, Guiana e Suriname, os especialistas governamentais examinarão a luta contra a corrupção nos 28 países que participam desse processo. Também considerarão um projeto de informe hemisférico que sintetiza os resultados da primeira rodada de revisão e analisarão propostas para fortalecer a metodologia que se implementará na segunda rodada.

Gonzalo Sánchez, auditor geral do governo do Chile, peside a Nona Reunião do Comitê de Especialistas da MESICIC, que continuará até sábado, 1º de abril. O secretário geral da OEA, José Miguel Insulza, participará da reunião na quinta, 30.

Durante uma breve cerimônia de abertura de abertura nesta manhã, o diretor de Assuntos Jurídicos Internacionais da OEA, Jean Michel Arrighi, deu boas-vindas aos especialistas em some da Secretaria Geral e destacou a importância do trabalho que eles vêm desenvolvendo, de velar pelo cumprimento da Convenção Interamericana contra a Corrupção.

Como têm demonstrado as pesquisas de opinião pública que se realizam na região, os cidadãos consideram que a luta contra a corrupção deve ser prioritária, assinalou Arrighi. “É um dos temas essenciais que têm relação com a qualidade das instituições e do sistema democrático”, afirmou.

Por seu turno, Jorge García González, chefe da Oficina de Cooperação Jurídica da OEA informou aos especialistas sobre seminários e outras atividades que estão acontecendo na região para implementar as recomendações da MESICIC e para promover a importância desse tema no hemisfério. Na última sessão ordinária da Assembléia Geral da OEA, realizada em junho do ano passado em Fort Lauderdale, Flórida, os Estados-membros declararam o ano 2006 como “Ano Interamericano de Luta contra a Corrupção, dentro do marco da MESICIC.

Antes da abertura nesta manhã, os especialistas tiveram uma reunião informal com representantes da sociedade civil. Falando em nome uma rede regional de representações da ONG Transparência Internacional, Miguel Peñalillo apresentou propostas metodológicas para fortalecer o processo de revisão e defendeu uma participação mais profunda da sociedade civil na MESICIC. Em sua intervenção, Pedro Baracui, consultor da Transparência Brasil, apresentou algumas contribuições para a consideração dos especialistas na revisão desse país.

Referencia: P-070/06