CIDH

Comunicado de Imprensa

CIDH e IPPDH anunciam convocatória do Curso Internacional de Políticas Públicas em Direitos Humanos

13 de maio de 2019

   Links úteis
   Contato de imprensa

María Isabel Rivero
Imprensa e Comunicação da CIDH
Tel: +1 (202) 370-9001
mrivero@oas.org

   Mais sobre a CIDH
   Comunicados da CIDH

Nesta página encontram-se os comunicados de imprensa que foram emitidos em português. Para ver todos os comunicados emitidos no ano pela CIDH, por favor consultar a página em inglês ou em espanhol

A+ A-

Washington, D.C. / Buenos Aires – A Comissão Internamericana de Direitos Humanos (CIDH) e o Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos (IPPDH) do MERCOSUL anunciam a convocatória para a 4ª edição do Curso Internacional de Políticas Públicas em Direitos Humanos, que realizam de forma conjunta pela segunda vez.

Se trata de uma iniciativa da Escola Internacional do IPPDH, cujo principal objetivo é a formação de atores estatais em direitos humanos e políticas públicas do MERCOSUL. O curso faz parte do Plano Estratégico 2017-2021 da CIDH, no qual se estabeleu o Programa para promover políticas orientadas a fortalecer o respeito aos direitos humanos como um elemento central dos processos de fortalecimento das capacidades nacionais de implementação dos estandares interamericanos de direitos humanos.

O Curso Internacional de Políticas Públicas em Direitos Humanos busca formar atores relevates na região com enfonque em direitos humanos e políticas públicas. A partir de uma perspectiva que reconhece os avanços e desafios da região, se oferece uma aproximação às experiências e desafios que a implementação do enfoque em direitos humanos traz para a institucionalidade estatal. Este espaço de capacitação combina formação teória e prática nos campos de direito internacional dos direitos humanos, do Sistema Internamericano de Proteção aos Direitos Humanos, ciências sociais e administração pública, com apresentação de experiências práticas de alto impacto para a garantia de direitos implementadas nos Estados da região nos últimos anos.

Se trata de um curso semipresencial que se desenvolve em três etapas. A primeira se realiza de forma virtual através do Campus da Escola Internacional do IPPDH e conta com 10 semanas de duração. A segunda é presencial e obrigatória, realizada em fevereiro de 2020 na sede do IPPDH em Buenos Aires. A terceira e última etapa se realizada presencialmente em Washington D.C., e a participação é optativa. Lá será oferecida uma especialização no Sistema Interamericano de Proteção de Direitos Humanos, à exemplo da edição anterior.

Na edição anterior, participaram mais de 100 pessoas vindas de diversos países das Américas. Foram convocados 100 funcionárias e funcionáriaos públicos responsáveis pelo desenho, direção, execução e avaliação de políticas públicas, integrantes de organizações e movimentos sociais, acadêmicos e membros da comunidade no geral dos Estados Membros do MERCOSUL e da OEA. O curso é gratuito e não é necessário pagar matrícula. Nas etapas presenciais, os e as participantes devem custear os gastos próprios de transporte, comida e hospedagem.

Cronograma:

• Inscrição: de 13 de maio a 12 de junho de 2019
• Divulgação dos selecionados: 28 de junho de 2019
• Fase virtual: de 30 de junho a 29 de outubro de 2019
• Semana presencial optativa sobre o SIDH: de 23 a 27 de setembro de 2019
• Semana presentcial obrigatória em Buenos Aires: 10 a 14 de fevereiro de 2020

Acessar proposta pedagógica

Acessar formulário de inscrição

A CIDH é um órgão principal e autônomo da Organização dos Estados Americanos (OEA), cujo mandato surge a partir da Carta da OEA e da Convenção Americana sobre Direitos Humanos. A Comissão Interamericana tem como mandato promover a observância e defesa dos direitos humanos na região e atua como órgão consultivo da OEA na temática. A CIDH é composta por sete membros independentes, que são eleitos pela Assembleia Geral da OEA a título pessoal, sem representarem seus países de origem ou de residência.

O IPPDH é uma instância técnica de pesquisa no campo de políticas públicas em direitos humanos. As linhas estratégicas de trabalho são aprovadas na Reunião de Altas Autoridades em Direitos Humanos e Chancelarias do MERCOSUL (RAADH), para contribuir ao cumprimento e garantia dos direitos humanos, considerados eixos centrais na integração do MERCOSUL. Sua estrutura foi pensada para cumprir com os objetivos de pesquisa, capacitação, assessoria técnica na formulação de políticas públicas, assim como a promoção de direitos humanos.

 

Este comunicado de imprensa foi corrigido em 17 de maio de 2019.

No. 113/19